Jornalismo de Verdade
Guias de Turismo

ICMBio ameaça guias que fizeram campanha para arrecadar fundos e cestas básicas

Trabalhadores estão passando dificuldades na Serra da Capivara com parque fechado, turismo paralisado e inoperância do ICMBio

Jornalismo de Verdade

Jornalismo de VerdadeANDRÉ PESSOA Fotojornalista pernambucano especializado em reportagens ambientais. Tem trabalhos publicados em exposições, catálogos de arte, livros, emissoras de televisão, jornais, revistas e plataformas digitais no Brasil e no exterior. Já esteve documentando a natureza, a cultura e a história de países como a Polônia, Grécia, Costa Rica, Espanha, Holanda, França, México, Alemanha, África do Sul, Turquia, Egito, Panamá, República Tcheca, Bélgica, Jordânia, EUA, Cuba, Itália, entre outros.

04/05/2020 19h47
Por: André Pessoa
Fonte: André Pessoa
694
ICMBio ameaça guias que fizeram campanha para arrecadar fundos e cestas básicas
ICMBio ameaça guias que fizeram campanha para arrecadar fundos e cestas básicas

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), no Piauí, perdeu totalmente o bom senso e passou a perseguir os condutores de visitantes que trabalham no Parque Nacional da Serra da Capivara, região de São Raimundo Nonato (525 km de Teresina). Nas últimas semanas os guias, em parceria com a iniciativa privada, desenvolveram uma série de campanhas para arrecadar recursos e cestas básicas.

No último final de semana com apoio da iniciativa privada através  da empresa Mega-Veste, foram distribuídas 47 cestas básicas entre os guias de São Raimundo Nonato e do Sítio do Mocó, zona rural de Coronel José Dias. 

Na internet, eles desenvolvem campanhas com vídeos para arrecadar recursos que devem ser rateados entre todos os guias que dependem exclusivamente desse trabalho para sobreviver e manter as suas famílias. 

Trabalhadores estão passando dificuldade na Serra da Capivara com parque fechado, tirismo paralizado e inoperância do ICMBio (Foto Divulgação)

Insatisfeitas com o teor de uma das reportagens publicadas, a chefe do Parque Nacional da Serra da Capivara, Marian Helen Rodrigues, cargo de confiança no governo Bolsonaro, ligou pessoalmente na empresa que doou as cestas básicas para fazer ameaças. 

Falando em nome da coordenadora regional do ICMBio, CR5, Ana Célia, ela ameaçou os guias que aparecem nas fotografias recebendo as cestas básicas afirmando que eles não poderão mais ser contratados pelo órgão.

Trata-se claramente de uma chantagem, uma espécie de pressão para forçar a iniciativa privada a não ajudar aos guias com doações. Pior. Na ligação telefônica, Marian fez um tipo de blefe ao dizer que não iria mais contratar os guias que aparecem nas imagens recebendo as cestas básicas.

Mas, trata-se claramente de um blefe e um chantagem, afinal os guias, na verdade, condutores de visitantes, são profissionais liberais, freelancer, sem nenhuma ligação com o órgão ambiental. 

O que incomodou de verdade Marian Rodrigues e Ana Célia, foi a exposição de ambas, cargos de confiança no Governo Federal, indicadas ainda no governo de Michel Temer e mantidas na gestão Bolsonaro, na inoperância, no abandono dos guias, na omissão.

Desde que o Parque Nacional da Serra da Capivara foi fechado em março passado (como todas as unidades federais do Brasil), o ICMBIO, sequer, fez uma manifestação pública de apoio aos guias. Nada, ao contrário, como mostra essa reportagem, elas passaram a perseguir guias e empresas que ajudam nas campanhas.

Matéria relacionada:

Guias da Serra da Capivara lideram campanha para arrecadar fundos para categoria

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.