Jornalismo de Verdade
Desequilíbrio

Prefeita de São Raimundo Nonato promete processar e denunciar autores de vídeos com críticas

Carmelita Castro afirmou na rádio Cultura FM que vai em busca dos suspeitos de crimes cibernéticos

Jornalismo de Verdade

Jornalismo de VerdadeANDRÉ PESSOA Fotojornalista pernambucano especializado em reportagens ambientais. Tem trabalhos publicados em exposições, catálogos de arte, livros, emissoras de televisão, jornais, revistas e plataformas digitais no Brasil e no exterior. Já esteve documentando a natureza, a cultura e a história de países como a Polônia, Grécia, Costa Rica, Espanha, Holanda, França, México, Alemanha, África do Sul, Turquia, Egito, Panamá, República Tcheca, Bélgica, Jordânia, EUA, Cuba, Itália, entre outros.

30/04/2020 16h16
Por: André Pessoa
Fonte: André Pessoa
486
Carmelita Castro, (Foto divulgação)
Carmelita Castro, (Foto divulgação)

A prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita de Castro e Silva (Progressistas), afirmou ontem durante entrevista na rádio FM Cultura do município, que vai processar todo mundo que publicar, compartilhar e divulgar vídeos com críticas à sua administração. 

A gestora parece ter chegado ao limite e ficar indignada, chateada, aborrecida com a oposição que supostamente fez uma montagem num vídeo oficial dela sobre a Covid-19 e a provável abertura do comércio, inserindo imagens de um enterro aparentemente com atividades culturais na África. 

Cassada pela Justiça Eleitoral e ameaçada de perder o cargo se o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), manter a decisão da primeira instância, o julgamento está 1x0 contra ela e deve ser retomado agora no começo de maio, Carmelita vive cada vez mais isolada, sem apoio das lideranças políticas. As ações do município de combate à pandemia têm criado polêmica na cidade e microrregião. Moradores cobram ações práticas como barreiras fixas nas entradas e saídas da cidade.

Carmelita Castro passa por um período de muita tensão, preocupação e medo. Os casos de coronavírus não param de pipocar na cidade que não dispõe de bons serviços médicos, situação comum na maioria dos municípios do interior piauiense. 

Finalmente agora o município de São Raimundo Nonato conta com 10 leitos de UTI-Covid para atender os pacientes da pandemia, e podem ter esses leitos ampliados nas próximas semanas. Por enquanto, os leitos existentes estão em plena atividade, mas apenas um paciente está em atendimento graças às ações preventivas, distanciamento social e a quarentena. 

Segundo o Portal O Sertão, Carmelita Castro, “denunciou a prática de crime cibernético contra a sua figura em vídeo editado na qual fala sobre medidas adotadas no combate e controle do coronavírus no município”.

Ainda segundo o site, o vídeo foi publicado nas páginas oficias da Prefeitura Municipal e logo após começou a circular com uma edição na qual aparecem homens de paletó segurando caixões e dançando como se fosse uma forma comemorativa. “A Prefeita informou que a disseminação do vírus é um conluio de um grupo de opositores que tentam denegrir a sua imagem e jogar a população contra ela”.

“A Assessoria Jurídica do município, pedirá a abertura de inquérito para investigar a prática do crime e chegar no mandante da operação. O pedido de investigação buscará perfis que compartilharam e dispararam o vídeo em grupos de whatsapp e outras redes sociais”, garantiu o site.

“Eles distorcem e criam notícias falsas para manchar o meu nome e destruir a minha gestão. Não permitirei que este tipo de crime abominável continue em nosso município. É preciso barrar estes ataques covardes de um grupo seleto de pessoas que está a serviço da oposição”, disse Carmelita Castro.

“Estou contando com apoio da Polícia Civil que tem meios para investigar e punir os farsantes que cometem abusos na internet. Felizmente, em breve  esses criminosos pagarão pelos abusos e irresponsabilidades”, finalizou a gestora publica do Progressistas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.