Jornalismo de Verdade
Julgamento Carmelita

Com pedido de vista julgamento de Prefeita do Progressistas é adiado outra vez

Relator votou pela manutenção da cassação da prefeita de São Raimundo Nonato

Jornalismo de Verdade

Jornalismo de VerdadeANDRÉ PESSOA Fotojornalista pernambucano especializado em reportagens ambientais. Tem trabalhos publicados em exposições, catálogos de arte, livros, emissoras de televisão, jornais, revistas e plataformas digitais no Brasil e no exterior. Já esteve documentando a natureza, a cultura e a história de países como a Polônia, Grécia, Costa Rica, Espanha, Holanda, França, México, Alemanha, África do Sul, Turquia, Egito, Panamá, República Tcheca, Bélgica, Jordânia, EUA, Cuba, Itália, entre outros.

23/04/2020 20h27Atualizado há 1 mês
Por: André Pessoa
Fonte: André Pessoa
359

Com o placar em 1x0 para a manutenção da cassação do mandato da prefeita de São Raimundo Nonato (525 km de Teresina), Carmelita de Castro Silva (Progressistas), o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), acaba de adiar mais uma vez o julgamento da representante das irmãs Castro.

Agora serão 10 dias até que o desembargador Fernando Lopes, que pediu vistas do processo, alegando precisar estudar melhor as provas, devolva os autos para julgamento. Com esse episódio, os casos de adiamento do julgamento que nunca começa já chegam a quase uma dezena de sessões paralisadas.

Com o voto do relator pela manutenção da cassação da prefeita Carmelita Castro o julgamento começa 1x0 para acusação. Ao todo são 6 votos do colegiado. Somente em caso de empate o presidente da Corte vota.

Agora o julgamento só deve ser retomado mesmo em meados do começo do mês de maio, quase três anos e meio após o início do processo. Com a transmissão ao vivo do processo grande parte da população de São Raimundo Nonato pode conhecer melhor o conteúdo do processo e as provas dos autos.

O parecer do Ministerio Público Eleitoral foi muito forte, contundente e a participação do advogado de acusação colocou por terra os argumentos da defesa. Para quem assistiu o julgamento ficou a impressão da situação frágil e crítica de Carmelita Castro e seus correligionários. Em cima das provas, provavelmente a Corte deve manter a cassação da gestora do Progressistas.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.