Jornalismo de Verdade
Videoconferência

Com mídia focada no coronavírus, TRE julga nesta quinta processo de Carmelita Castro

Em São Raimundo Nonato correligionários comemoram possível adiamento do processo enquanto a cidade confirma o seu sétimo caso de Covid-19

Jornalismo de Verdade

Jornalismo de VerdadeANDRÉ PESSOA Fotojornalista pernambucano especializado em reportagens ambientais. Tem trabalhos publicados em exposições, catálogos de arte, livros, emissoras de televisão, jornais, revistas e plataformas digitais no Brasil e no exterior. Já esteve documentando a natureza, a cultura e a história de países como a Polônia, Grécia, Costa Rica, Espanha, Holanda, França, México, Alemanha, África do Sul, Turquia, Egito, Panamá, República Tcheca, Bélgica, Jordânia, EUA, Cuba, Itália, entre outros.

22/04/2020 20h08Atualizado há 1 mês
Por: André Pessoa
Fonte: André Pessoa
368
Foto: Site Política Dinâmica
Foto: Site Política Dinâmica

No exato momento em que o município de São Raimundo Nonato (525 km de Teresina), confirma o seu sétimo caso positivo para Covid-19, o terceiro maior número do Piauí, uma verdadeira explosão na curva de notificações, correligionários da prefeita Carmelita de Castro Silva (Progressistas), comemoram a estratégia elaborada pelo grupo político liderado pelo senador Ciro Nogueira para tentar adiar, uma vez mais, o julgamento virtual no Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), marcado para quinta-feira (23) através de videoconferência.

Cassada pela Justiça Eleitoral em 2019, Carmelita Castro se mantém na gestão do município esperando uma decisão colegiada do TRE que confirme o seu afastamento ou rejeite a denúncia, decretando a sua absolvição. Além dela, o vice-prefeito Beto Macedo (PT) e três vereadores do PP, PT e MDB também tiveram seus diplomas cassados. A Justiça Eleitoral determinou que novas eleições fossem realizadas no município.

Além dessa decisão, todos eles tiveram os direitos políticos cassados por 8 anos, incluindo o marido da prefeita, deputado estadual Hélio Isaías (PP), e outros dois correligionários.

Depois de quase uma dezena de vergonhosos adiamentos, os correligionários da prefeita comemoram pelas ruas da cidade, como se isso fosse alguma vantagem, a possibilidade do julgamento ser adiado amanhã através de um pedido de vistas, instrumento jurídico utilizado quando um magistrado precisa de tempo para analisar o processo.

O Tribunal Regional Eleitoral acaba de passar pela renovação de sua presidência e vice-presidência. Apesar de apenas votar em caso de empate, o presidente da Corte pode alegar desconhecer o processo e solicitar vistas, o que paralisaria outra vez o andamento do processo. O vice-presidente do TRE-PI também pode alegar desconhecer o conteúdo do julgamento e, por isso, pedir um prazo maior para discutir o mérito do processo. 

Conhecido na imprensa piauiense como o “Julgamento Que Nunca Começa”, ele mexe com poderosos interesses econômicos, políticos e jurídicos. O processo tem implicações na sucessão eleitoral no município com reflexos na assembleia legislativas e corrida pela sucessão estadual em 2022.

Enquanto a gestão de Carmelita Castro se equilibra na Justiça Eleitoral, na vida real a situação na área da saúde é preocupante. Hoje à tarde a Secretaria Municipal de Saúde de São Raimundo Nonato confirmou o sétimo caso positivo para Covid-19 na cidade. É o terceiro município do Piauí com o maior número de casos.

Percentualmente 7 casos para São Raimundo Nonato faz com que a cidade seja uma das mais críticas, alarmantes, com a curva de casos se ampliando perigosamente. Já são 10 casos positivos no Território da Serra da Capivara que engloba mais de uma dezena de municípios da região Sudeste do Piauí. Em nenhum desses municípios existe Unidade de Terapia Intensiva (UTI).   

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.