Anúncio
Cutucadas do André

Cutucadas do André: Asas de anjo ou do diabo

Sempre a bordo de seu jato executivo abastecimento com combustível pago pelo contribuinte brasileiro

15/03/2020 19h50
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: André Pessoa/Edição especial
513
Foto divulgação
Foto divulgação

Asas de anjo ou do diabo 

Preocupado com a situação do Progressistas na microrregião de São Raimundo Nonato, principalmente em relação ao imbróglio da cassação da prefeita Carmelita Castro, o senador Ciro Nogueira, sempre a bordo de seu jato executivo abastecimento com combustível pago pelo contribuinte brasileiro através da cota parlamentar, esteve na cidade sertaneja para tentar demonstrar união do seu grupo. 

Caravana do desespero 

Quem também estava na comitiva e posou para fotos com um sorriso amarelo, foi a deputada federal Margarete Coelho, extremamente constrangida pela situação que a sua irmã e o marido colocaram o líder máximo do Progressistas, virtual adversário do PT nas eleições de 2020. 

Se esconde tatu 

Já o deputado estadual Hélio Isaías, acusado pela própria Justiça Eleitoral de ser o maior responsável pelo processo que culminou na cassação em primeira instância de sua mulher, a prefeita Carmelita, seu vice, vereadores e correligionários, além da cassação dos direitos políticos de todos os envolvidos, inclusive ele, desapareceu. Dizem que está como tatu - dentro do buraco.

Às escondidas 

Um fato chamou a atenção e pode ser sintomático na imagem de divulgação da própria assessoria do presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, no seu desembarque em São Raimundo Nonato. O belo aeroporto “internacional” Serra da Capivara estava as moscas - diga-se de passagem como sempre. Aquele lugar só recebe gente quando um político “importante” baixa por lá. 

Mas, pela imagem, agora nem isso mais acontece. A fotografia mostra Ciro Nogueira e três outros políticos, dois deles as irmãs Castro, teoricamente as mulheres mais poderosas do sertão, sozinhos nos imensos salões do aeroporto. O que pode explicar isso?  Carmelita é prefeita da cidade e sua irmã Margarete teve excelente votação no município. Estratégia? 

Brincar de esconde-esconde 

Outra explicação plausível, talvez até mais realista, diz respeito ao isolamento político. Apesar dos contraditórios argumentos da defesa, a situação de Carmelita Castro no TRE é, no mínima, extremamente preocupante. Se esconder pode ser uma estratégia para evitar ainda mais exposição. Ou seria especulação? 

Conchavos centenários 

2020. Mudou o gênero. O coronelismo é o mesmo! O que se esconde por trás dos quartos e salas desses encontros? Seria coincidência a deputada Margarete tentar vetar exatamente esse ponto no projeto Anti-Crime do ministro Moro?  Era isso que Castro queria: uma gravação clandestina não poderia ser usada como prova de acusação, apenas pela defesa. 

No escurinho do cinema 

O que se esconde de tão ilegal nesses conchavos em ambientes privados ao ponto da parlamentar, advogada e especialista em Direito Eleitoral, se submeter a esse constrangimento nacional? Em seu, até agora, pífio mandato como deputada federal, o maior destaque de Margarete Coelho foi ser manchete do Jornal Nacional como a autora de uma proposta absurda como ela queria. Perdeu e ficou a marca em sua imagem.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Pré-Moldados Santa Fé
Municípios
GM Arquitetura
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio