Coronavirus
Transparência

Vereador aponta indícios de irregularidades em compras de carne, frango e ovos pela Prefeitura de SRN

Os indícios apontam um suposto fornecimento de notas frias pela empresa citada

06/03/2020 13h23Atualizado há 3 semanas
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: Redação
915
Vereador Rosibal Ribeiro
Vereador Rosibal Ribeiro

Última Atualização: 06/03/2020 às 19:00hs

Nota de esclarecimento

Após pronunciamento do vereador Rosibal Ribeiro na Tribuna da Câmara Municipal desta última quinta-feira (5), e o Portal Veja SRN publicar matéria sobre o pronunciamento do vereador, o proprietário do Shopping das Variedades, por telefone, conversou com a redação do Portal, afirmando que já havia apresentado ao Vereador as Notas de Entrada dos produtos em questão, assim como a documentação da Empresa na qual está devidamente credenciada a vender os referidos itens questionados pelo vereador.

O Vereador Rosibal Ribeiro também conversou por telefone com a nossa reportagem e confirmou que os documentos da empresa e as notas de entrada dos itens em questão lhe foram apresentados pelo proprietário do Shopping das Variedades, na data de hoje, e este afirmou que apenas olhou superficialmente, mas que fará uma análise mais aprofundada e se tudo estiver correto como aparenta estar, concederá uma nova entrevista para se retratar, se for o caso. No entanto, o vereador Rosibal Ribeiro ressaltou que em momento algum acusou a referida empresa de irregularidades, apenas apontou que havia indícios de irregularidades e que precisava de esclarecimentos para que não pairasse nenhuma dúvida. 

O Portal Veja SRN estará sempre à disposição das partes para quaisquer informações adicionais que venham  esclarecer e dar transparência aos fatos, assim como informar a população sobre o desenrolar dos fatos em questão.

----------------------------------------------------------------------------

Durante a sessão da Câmara de Vereadores desta última quinta-feira (5), o vereador Rosibal Ribeiro, além das cobranças de rotina questionou e sugeriu a Comissão de Investigação da Câmara para averiguar notas de compra da empresa Maria das Dores Alves Gomes (Shopping das Variedades), que atua no ramo de variedades e brinquedos, mas que está fornecendo notas de venda de carne bovina, frango e ovos para a Prefeitura Municipal de São Raimundo Nonato.

O vereador Rosibal Ribeiro, afirmou que há indícios de irregularidades nestas compras, por isto chama a atenção dos demais colegas e sugere que seja averiguado, pois se a empresa não comprovar a entrada destes itens fornecidos ao município, caso contrário sopõe-se irregularidades e possível emissão de notas frias.

O vereador Rosibal ainda questionou como é possível a Prefeitura comprar dessa empresa carne por um preço bem inferior aos preços de mercado, principalmente quando a prefeitura compra o mesmo produto em outra empresa da cidade por um valor bem superior aos praticados pela empresa em questão. “Se esta empresa tem como fornecer carne para o município com este valor porque não atua no segmento de vendas de carne para a população em geral, com estes preços ia vendar bastante. Isso deixa transparecer que há indícios de irregularidades”, afirmou o vereador.

O vereador Isag Teles, na sua fala tomou como base para sua fala os questionamentos do Vereador Rosibal Ribeiro e cobrou mais transparência da Gestão Municipal, não somente sobre o caso que requer uma atenção especial e maior averiguação dos fatos, para que não paire nenhuma dúvida. O vereador Isag Teles ainda citou as obras de reforma das praças da cidade, que a gestão nunca apresentou as Planilhas de produtos e custos de materiais e mão de obra utilizados nas reformas de praças, segundo o vereador a gestão fala muito em honestidade e transparência, mas não existe esta transparência na sua gestão.

O Vereador Rian Marcos no seu pronunciamento saiu em defesa da gestão e contestando a fala do vereador Rosibal Ribeiro, segundo o mesmo, não se pode sair ventilando suspeitas sem comprovações. Segundo o vereador Rian Marcos uma empresa mesmo atuando em outro segmento, ela poderá fornecer outros produtos, se ela ganhou um processo licitatório pode vender um outro produto que não seja aquele exposto nas prateleiras, quer dizer que seja irregular.

Irregular ou não

De acordo com as explicações do Vereador Rian Marcos, as transações comerciais entre a empresa citada e a Prefeitura Municipal não se configura uma transação ilegal em vender um produto que não esteja nas suas prateleiras. Até pode ser uma transação legal, mas é imoral. Imagine as outras empresas que atuam no ramo de açougues ou supermercados participando de uma licitação dessas, e vem uma outra empresa que atua em um segmento totalmente diferente, vendendo estes produtos licitados por preços bem inferiores. Como justifica uma empresa comprar carne exclusivamente para o município e em pequena quantidade, consegue fornecer por valores bem inferiores aos seus concorrentes? 

Ouça pronunciamento do vereador na sessão da Câmara Municipal (05-03.2020)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.