Anúncio
Por Gustavo Lima

Suspeição rejeitada e julgamento adiado

o relator Charlles Max Pessoa entendeu não haver indícios suficientes para a suspeição.

03/03/2020 13h47Atualizado há 1 mês
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: Política Dinâmica/Gustavo Almeida
377
Carmelita queria afastar desembargador Landim (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica)
Carmelita queria afastar desembargador Landim (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

O relator do processo que pode confirmar a cassação da prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro, rejeitou o pedido de suspeição do presidente do TRE-PI feito pela defesa da gestora. Em decisão liminar publicada no final da manhã desta terça-feira (3), o relator Charlles Max Pessoa entendeu não haver indícios suficientes para a suspeição.

No pedido, a defesa de Carmelita alegava que o presidente do TRE-PI, desembargador Francisco Antônio Paes Landim, é irmão do deputado federal Paes Landim, um provável adversário da prefeita na eleição municipal em São Raimundo Nonato este ano.

Deputada Margarete Coelho foi ao TRE-PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)Deputada Margarete Coelho foi ao TRE-PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Mais cedo, Charlles Max optou por adiar o julgamento do processo. Durante a sessão plenária, ele solicitou a mudança de data e foi acatado. Com isso, o julgamento ficou marcado para a próxima terça-feira (10). Advogados, simpatizantes de Carmelita Castro e políticos estavam no tribunal na expectativa do julgamento.

PRINCÍPIO DE BATE-BOCA

Após o relator pedir o adiamento, a defesa de Carmelita protagonizou um princípio de bate-boca com o presidente do TRE. Os advogados da prefeita queriam logo uma decisão sobre a suspeição já na sessão. O desembargador disse que sequer sabia do pedido e que o julgamento, àquela altura, já estava adiado, não cabendo mais discutir o assunto ali.

Margarete e advogados de Carmelita deixando o TRE (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)Margarete e advogados de Carmelita deixando o TRE (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

Assim, a discussão foi encerrada, despertando visível insatisfação dos advogados da prefeita na saída do plenário do TRE. Mais tarde, já após a sessão plenária, Charlles Max publicou decisão onde, liminarmente, rejeita o pedido de suspeição feito pela defesa de Carmelita.

Na decisão, ele argumenta que não existem fundamentos mínimos para o desembargador Francisco Paes Landim Filho ser declarado suspeito no julgamento do processo.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Pré-Moldados Santa Fé
Municípios
GM Arquitetura
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio