Coronavirus
Fofocas

Fofocas levam desembargador a rejeitar, de imediato, suspeição do presidente do TRE

Defesa da prefeita cassada Carmelita Castro usou chicana para procrastinar julgamento

03/03/2020 13h32
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: PortalAZ / André Pessoa
432
Carmelita Castro (PP)
Carmelita Castro (PP)

Aparentemente sem argumentos para contestar com base jurídica o processo de cassação do mandato e perda dos direitos políticos da prefeita de São Raimundo Nonato, seu marido e vários outros correligionários, a defesa dos acusados ficou ridicularizada hoje pela manhã na sede do TRE-PI.

Mesmo com o julgamento já suspenso para o próximo dia 10, terça-feira, uma das advogadas que representam a gestora municipal, Geórgia Nunes, protagonizou uma cena ridícula no plenário do Tribunal.

Ele pediu a palavra ao presidente Paes Landim Filho para uma Questão de Ordem. Solicitou que antes da suspensão do julgamento, o tribunal analisasse a questão que ela trazia. A impossibilidade dele (presidente), julgar o processo por ser irmão de um parlamentar (Paes Landim), que, se diz a boca miúda, seria um suposto candidato à Prefeitura do município. 

Alheio a chicana, o desembargador se disse surpreso com a questão: “Eu nem tive conhecimento desse pedido”, disse ele. Ato contínuo, se ouviu um baixo sorriso constrangido dos presentes.

Justiça não trabalha com fofoca. Terminaria decidindo o relator do processo Max Pessoa ao desconsiderar o pedido e confirmar a sessão para o dia 10.

A representante das irmãs Castro não conseguiu esconder o desespero ao ver o princípio de bate-boca entre a defesa e a presidência, que diga-se de passagem, lidou muito bem com a situação.

Ridículo 

Essa foi a palavra mais ouvida no Tribunal após a querela. Pedir o afastamento de um presidente de um tribunal baseado unicamente em fofocas e uma nota jornalística com todos os indícios de ter sido manipulada, mostra o real desespero dos acusados.

Mais do que ridículo, a manobra comprova a situação delicada em que os políticos do Progressistas se meteram e levaram até companheiros do PT e do MDB para um caminho nebuloso.

Como já antecipado antes, tudo pode acontecer na próxima sessão do TRE, inclusive nada!!!Aparentemente sem argumentos para contestar com base jurídica o processo de cassação do mandato e perda dos direitos políticos da prefeita de São Raimundo Nonato, seu marido e vários outros correligionários, a defesa dos acusados ficou ridicularizada hoje pela manhã na sede do TRE-PI.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.