Anúncio
Viveiro Mata Branca

Crianças visitam viveiro Mata Branca e ganham mudas da caatinga

Projeto visa contribuir com a recomposição florestal do semiárido nordestino

10/02/2020 08h38
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: Redação
364
Foto crianças visitando o Projeto Viveiro Mata Branca
Foto crianças visitando o Projeto Viveiro Mata Branca

Um grupo de crianças da cidade de São Raimundo Nonato (525 km de Teresina), esteve nesse domingo (9) pela manhã conhecendo o projeto do viveiro Mata Branca, uma ação do Instituto Ecológico Caatinga (IEC). Acompanhados de seus pais e avós, as crianças entre 10 e 6 anos se divertiram bastante e, ao final do passeio, ganharam mudas de espécies nativas da Caatinga, entre elas espécies como Aroeira, Pau D’arco roxo e amarelo, Gonçalo-Alves entre outras. 

O projeto, criado em meados de 2004 no povoado da Serra Vermelha, um dos acessos ao Parque Nacional Serra da Capivara, vem fazendo história na microrregião com o seu trabalho voluntário e sem fins lucrativos. Todas as mudas são distribuídas gratuitamente, não é cobrado nada pela visita nem pela doação das espécies. 

O próximo passo do Viveiro Mata Branca é a realização de um sonho: a construção de um pequeno Centro de Educação Ambiental com um auditório e um laboratório, além de banheiros, inclusive um deles acessível para portadores de necessidades especiais. Com esse prédio as atividades de educação ambiental serão intensificadas. O projeto de engenharia foi realizado de forma voluntária pelo engenheiro Carlos Magno de Castro. 

O terreno para a construção do espaço já foi doado e o Instituto Ecológico Caatinga, deverá fazer uma campanha nos próximos meses para mobilizar a comunidade da microrregião. Existe ainda a possibilidade do Ministério Público da Comarca de São Raimundo Nonato entrar na parceria com a instituição. 

O Viveiro Mata Branca é um projeto totalmente mantido pela ação voluntária dos próprios moradores da região de São Raimundo Nonato. Anualmente são distribuídas gratuitamente milhares de mudas de espécies exclusivas da Caatinga. O projeto também faz campanhas de plantio com escolas e outras entidades públicas e privadas. 

Localizado no povoado da Serra Vermelha, na conhecida estrada de acesso ao Baixão das Andorinhas, o Viveiro Mata Branca possui três áreas de produção das mudas. Todas as sementes do projeto são doadas pelo Centro de Referência e Recuperação de Áreas Degradadas da Caatinga (Crad), órgão da Universidade Federal do Vale do São Francisco e Ministério do Meio Ambiente. A consultoria científica é feita pelo Dr. José Alves de Siqueira Filho, ganhador do prêmio Jabuti de literatura na categoria Ciências Naturais.

Planta do Centro de Educação Ambiental do Projeto Viveiro Mata Branca. A construção desse pequeno espaço servirá para as atividades educativas do Instituto Ecológico Caatinga na Serra da Capivara (PI).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.