Agencia Webmais 2
Agencia Webmais 01
Agencia Webmais 4
Agencia Webmais 3
Salários atrazados

CRM orienta médicos a não assumirem hospitais com atraso salarial

Com atrasos no pagamento de até nove meses de salário, médicos e profissionais da enfermagem de hospitais públicos de 16 municípios do Piauí

01/10/2019 15h04
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: cidadeverde.com
300
Presidente do CRM do Piauí, Miriam Parente.Foto: Wilson Filho/Arquivo Cidadeverde.com
Presidente do CRM do Piauí, Miriam Parente.Foto: Wilson Filho/Arquivo Cidadeverde.com

Com atrasos no pagamento de até nove meses de salário, médicos e profissionais da enfermagem de hospitais públicos de 16 municípios do Piauí estariam sendo substituídos por novos profissionais também sem vínculo empregatício. A denúncia é apontada pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) do Piauí que orienta que os novos profissionais não assumam os cargos.

“Orientamos que nenhum médico aceite trabalhar em locais devedores. O vínculo é precário, ele (profissional) não tem contrato e nenhum documento assinado. Os diretores dos hospitais simplesmente estão contratando esses médicos. Isso é um desrespeito e fragiliza a mobilização por melhores condições de trabalho”, disse a presidente do CRM do Piauí, Miriam Parente.

Segundo o Conselho, chega próximo de 100 o número de médicos terceirizados com salários em atraso somados aos demais profissionais da saúde, como enfermeiros e técnicos de enfermagem. “Em alguns casos, o atraso chega a nove meses sem salário.Os técnicos do Hospital Infantil, por exemplo, estão sem receber desde fevereiro”, alerta a presidente do conselho.

Cronograma de pagamentos

A  Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) divulgou nesta segunda-feira (30) um cronograma de pagamentos dos prestadores de serviço dos hospitais da rede do estado. 

Questionada sobre a perspectiva da categoria para o cumprimento  do cronograma, a médica afirmou que a expectativa é positiva. “O Ministério Público Estadual e o Ministério Público do Trabalho estão acompanhando esse processo. O Estado não vai querer que judicializemos”, explica Miriam.

De acordo com o CRM, no dia 27 de setembro, foi pago o salário referente ao mês de maio de 2019. O próximo pagamento está previsto para o dia 4 novembro, quando o Estado deve pagar os salários de junho deste ano.

O Conselho Regional de Medicina apresentou uma lista dos municípios que sofrem com os profissionais sem salários, a maioria prestadores de serviços com vínculos precários: Teresina, Alto Longá, Barras, Caridade do Piauí, Elesbão Veloso, Floriano (Hospital Reg. Tibério Nunes), Guadalupe, Inhuma (HPP), Miguel Alves, Picos (Hospital Reg. Justino Luz), Piripiri (Hospital Reg. Chagas Rodrigues), Regeneração, São Miguel do Tapuio, São Raimundo Nonato, Simplício Mendes e Uruçuí. 

Concurso

Ainda segundo o CRM-PI, há um compromisso do governo do Estado, via Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), para a realização de um concurso público para contratação de novos profissionais da saúde para os hospitais regionais. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.