Agencia Webmais 01
Agencia Webmais 3
Agencia Webmais 4
Agencia Webmais 2
São Raimundo Nonato

Operação Fake News: Vereador Rosibal há tempos vem alertando para o provável rombo em São Raimundo Nonato

Ouça pronunciamento do Vereador Rosibal Ribeiro sobre o caso na sessão da Câmara do dia 05 de setembro de 2019

23/09/2019 21h25Atualizado há 4 semanas
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: Redação com informações TV Cidadeverde
722
Vereador Rosibal Ribeiro
Vereador Rosibal Ribeiro

Na Sessão do dia 05 de setembro do corrente ano, o vereador Rosibal Ribeiro usou a tribuna da Câmara Municipal para alertar mais uma vez, sobre este esquema dos escritórios de advocacia e contabilidade, no caso de São Raimundo Nonato o escritório envolvido é o escritório R.B. de Sousa Ramos, que segundo o vereador Rosibal Ribeiro,   já recebeu do Município de São Raimundo Nonato a quantia de R$ 1.325.837,62 (um milhão, trezentos e vinte e cinco mil, oitocentos e trinta e sete reais e sessenta e dois centavos), isto no período de setembro de 2017 a fevereiro de 2019. Tomando como base correspondente  a 20% do valor total, o Município de São Raimundo Nonato deveria ter recuperado da Receita Federal o montante de R$ 6.629.188,10 (seis milhões, seiscentos e vinte nove mil e cento e oitenta e oito reais).

Este caso vai acarretar sérios problemas para a gestora, para o município e também para os servidores públicos do Município, alertou o vereador.

Ouça pronunciamento do Vereador Rosibal Ribeiro sobre o caso na sessão da Câmara do dia 05 de setembro de 2019. 

Investigação da Receita Federal

Desde 2016, a Receita investiga 45 prefeituras suspeitas de envolvimento em declarações indevidas que chegam a cerca de R$ 85 milhões de débitos levantados nos municípios. 

As prefeituras estariam dando declarações falsas sobre os repasses à previdência de servidores e prestadores de serviços e adquirindo créditos previdenciários sem fundamentação legal.  

Os escritórios são investigados por suspeita de prestação de orientações aos prefeitos para essas operações de crédito.  

“Agentes privados, assessoria contábeis ou jurídicas estão por trás desse procedimentos. O que se percebe pelas informações que são trazidas pelas intimações é que há escritórios de advocacia orientando os agentes públicos, orientando os prefeitos a realizarem esses procedimentos de compensação. Uso de assessoria jurídicas que na verdade estão orientando esses municípios está por trás um esquema de escritórios”, afirmou Eudimar. 

Em entrevista à TV Cidade Verde nesta segunda-feira (23), o delegado da Receita Federal no Piauí, Eudimar Ferreira denunciou o esquema e anunciou que em outubro outras 27 prefeituras serão denunciadas ao Tribunal de Contas em nova etapa da operação Fake News. Ouça Entrevista.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.