Agencia Webmais 3
Agencia Webmais 01
Agencia Webmais 4
Agencia Webmais 2
Placas Mercosul

Placa Mercosul: Novo padrão é lançado no Piauí; Entenda o que muda!

A placa Mercosul vai garantir mais segurança à população e facilitar a fiscalização dos órgãos de controle do trânsito.

05/09/2019 07h03
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: Encarando
554
Placas Mercosul
Placas Mercosul

O Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PI), lançou nesta terça-feira (3), no Palácio de Karnak, a nova placa de identificação veicular do Mercosul, que agora será adotada em todo o Piauí. A iniciativa atende a uma determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

De acordo com o diretor geral do Detran, Arão Lobão, a placa Mercosul vai garantir mais segurança à população e facilitar a fiscalização dos órgãos de controle do trânsito.

“O modelo contém uma tira holográfica e uma marca d’água, que dificultam falsificações e clonagens; um código QR (espécie de código de barras bidimensional) na parte dianteira e traseira. O código permitirá o acesso rápido aos dados de origem do veículo sem necessidade de documento físico, tal qual já começa a acontecer com a CNH digital, isso vai dar mais segurança e agilidade na fiscalização”, explica.

Atualmente somente um grupo de veículos deve adotar a nova placa. São eles:

  • Carros novos;
  • Veículos que passaram por mudança de município;
  • Veículos que trocaram de categoria (um táxi que vira um carro de passeio, por exemplo);
  • Veículos cuja placa atual não foi aprovada em vistoria e/ou está ilegível ou danificada.

Os veículos que usarem placas antigas terão opção de fazer a troca, mas não é obrigatório. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) atualizou a resolução que define o padrão das novas placas do modelo Mercosul e estabeleceu um cronograma para os Estados fazerem a mudança.

O Piauí é o oitavo estado do país a aderir ao novo padrão. O Rio de Janeiro foi o primeiro a adotar o sistema, em setembro de 2018. Na sequência foi a vez de Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte.

O presidente do Sindicato das Placas do Piauí, Franklin Medeiros, estima que o novo modelo irá custar entre R$ 220,00 a R$ 240,00.

O que muda com a placa padrão Mercosul?

A ideia é fazer as placas veiculares seguirem um padrão único nos países que integram o Mercosul. Argentina e Uruguai, por exemplo, emitem as novas placas desde 2016 e 2015, respectivamente. Além de facilitar os trabalhos de fiscalização por conta da padronização, o novo modelo traz recursos para combater fraudes.

No visual, a nova placa vem com fundo branco e uma faixa azul na parte superior com o nome Brasil ao centro e a bandeira do país à direita. A identificação do Mercosul aparece na ponta esquerda da mesma faixa.

Logo abaixo, na área de fundo branco, a sequência de identificação aparece com um novo padrão: sai o esquema com três letras e quatro números (AAA-1111), entra um formato com quatro letras e três números (AAA1A11) — o último caractere vai ser um número para não prejudicar programas de rodízio municipal. À direita dessa área ficam a bandeira do estado e o brasão do município.

Para veículos particulares, a moldura e os caracteres serão pretos. Mas a cor muda conforme o tipo de veículo. Aqueles destinados a fins comerciais — como táxis e ônibus — terão moldura e caracteres em vermelho, veículos diplomáticos seguirão a cor laranja, carros oficiais receberão cor azul e assim por diante.

Entre os itens de segurança estão a pintura difrativa dos caracteres principais, marcas d’água e um QR Code no lado esquerdo, acima dos dizeres ‘BR’. O QR Code contém um número de série que ajudará em ações de fiscalização e no combate à clonagem ou adulteração de placas.

Outro recurso de segurança é um chip que armazena dados do veículo para leitura rápida pelas autoridades. Por poder transmitir dados por radiofrequência, eventualmente, o chip poderá ser usado para cobrança automática em pedágios e estacionamentos.

Por conta dos recursos de segurança, o novo modelo não precisa de lacres. Os tamanhos das novas placas não mudam: elas continuarão tendo 40×13 cm ou, no caso de motos, 20×17 cm.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.