Agencia Webmais 2
Agencia Webmais 4
Agencia Webmais 01
Agencia Webmais 3
Jornal Factorama

Prefeita Carmelita e Deputado Hélio Isaias falam sobre decisão da Justiça eleitoral contra ambos

Ambos participaram do Jornal Factorama desta terça (03)

Comentando os Fatos

Comentando os FatosA coluna Comentando os Fatos tem como propósito ser um canal de discussão dos principais assuntos comentados pela população de São Raimundo Nonato. Nossa missão é replicar e comentar os fatos que estão acontecendo e sendo comentados pelo povo. POR: ALÍRIO RIBEIRO

03/09/2019 17h47
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: Redação
620
Prefeita Carmelita Castro e DeputadoHélio Isaias
Prefeita Carmelita Castro e DeputadoHélio Isaias

Em entrevista ao Jornal Factorama por telefone direto de Teresina, a Prefeita Carmelita Castro e o seu esposo Deputado Hélio Isaias, falaram sobre decisão da Justiça Eleitoral em primeira instância, que cassou o mandato da prefeita Carmelita Castro e os direitos políticos do Deputado que na época era secretário da Defesa Civil do Estado.  Segundo os mesmos afirmaram estarem tranquilos e que acreditam na inversão deste resultado nas instâncias superiores.

A prefeita Carmelita Castro alega que não há provas que a incrimine e ressalta que já está fazendo a sua defesa e acredita que reverterá este quadro.

Em seguida o Deputado Hélio Isaias que também foi condenado nesta mesma ação com multa e perda dos direitos políticos por oito anos, falou ao Jornal Factorama que está tranquilo e confiante na Justiça, mas que foi pego de surpresa com essa decisão do Juiz Eleitoral de São Raimundo Nonato. O deputado afirmou que se tiver de perder seus direitos políticos por trabalhar, lamenta muito.

O Deputado Hélio Isaias enalteceu as ações realizadas pela prefeita Carmelita Castro nesta sua gestão, no entanto, a decisão judicial é eleitoral (crime eleitoral) não crime administrativo. Para a justiça é nulo o que ela fez ou deixou de fazer até agora.

Comentando os fatos

Na entrevista o deputado comenta que todos foram pegos de surpresa, porque não esperavam este resultado da justiça. Ambos também alegaram que provarão suas inocências nos fatos. É preciso lembrar que de 2016 até então tiveram várias etapas do processo, desde as apresentações de provas e contra-provas, ambas as partes foram ouvidas pela justiça eleitoral, também foram ouvidos  todos os envolvidos no processo (as pessoas citadas). Portanto a prefeita Carmelita Castro e o Deputado nessa etapa do processo já puderam apresentar suas defesas e se a justiça não acatou é porque tem algo relevante nas acusações, não podem ser acusações levianas como citou o deputado Hélio Isaias.

Cabe recursos para as instâncias superiores, e como se conhece a morosidade da nossa justiça pode até demorar sair o resultado final, mas, algum dia sairá. E como não deverá ser acrescentado fatos novos, a defesa deve apenas tentar reverter a decisão do juiz de primeira instância numa instância instância maior.

Uma das falhas da Justiça Eleitoral é justamente esta morosidade, onde um candidato é acusado de se beneficiar de uma eleição através de troca de votos por favores e passa todo um mandato para que saia a decisão, se esta decisão o acusado perde o mandato, ele permaneceu no cargo irregularmente pelos quatro anos de sua gestão, ou sai no último ano. Decisões assim deveriam acontecer dentro de um período recorde para que justiça seja feita. Não estou referindo-me apenas a este caso, mas de um modo geral.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.