Agencia Webmais 3
Agencia Webmais 4
Agencia Webmais 01
Agencia Webmais 2
Exploração de Terras

Bolsonaro diz querer filho na embaixada para viabilizar exploração de terra

Bolsonaro fez as declarações durante a formatura de novos paraquedistas das Forças Armadas no 26º Batalhão de Infantaria Paraquedista, na Vila Militar, na Zona Oeste do Rio.

28/07/2019 07h52
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: MSN Notícias
359
© EVARISTO SA / AFP
© EVARISTO SA / AFP

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, neste sábado (27), que a indicação do filho dele, Eduardo Bolsonaro, para a embaixada brasileira nos Estados Unidos tem como uma das intenções viabilizar a exploração de minérios nas terras indígenas. Ele citou a reserva Ianomami e Raposa Terra do Sol como eventuais alvos de mineração.

Bolsonaro fez as declarações durante a formatura de novos paraquedistas das Forças Armadas no 26º Batalhão de Infantaria Paraquedista, na Vila Militar, na Zona Oeste do Rio. O chefe do Executivo disse querer uma parceria com "o primeiro mundo" (referência aos EUA) para explorar as regiões reservadas para os povos indígenas. "Terra riquíssima (reserva indígena Ianomami). Se junta com a Raposa Serra do Sol, é um absurdo o que temos de minerais ali. Estou procurando o "primeiro mundo" para explorar essas áreas em parceria e agregando valor. Por isso, a minha aproximação com os Estados Unidos. Por isso, eu quero uma pessoa de confiança minha na embaixada dos EUA", disse.

"Vocês acham que eu colocaria um filho meu em um posto de destaque desse para pagar vexame? Quero contato rápido e imediato com o presidente americano", continuou o presidente. Bolsonaro também afirmou que nesta semana serão divulgados novos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). "Vocês vão ter uma surpresa", declarou.

Ele já criticou o instituto por revelar dados sobre o aumento do desmatamento na Amazônia. Nas mesma cerimônia, Bolsonaro criticou o jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept. 

 

Helicóptero da FAB

Na mesma cerimônia, Bolsonaro defendeu o uso de uma aeronave da Força Aérea Brasileira por seus parentes para ir ao casamento do filho Eduardo. Na noite anterior, ao ser questionado sobre o assunto, ele disse se tratar de uma "pergunta idiota".

 

"Fui no casamento do meu filho. Minha família da região do Vale do Ribeira estava comigo. Eu vou negar o helicóptero e mandar de carro? Não gastei nada além do que já ia gastar", argumentou o presidente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.