Agencia Webmais 01
Agencia Webmais 4
Agencia Webmais 2
Agencia Webmais 3
Datafolha

Datafolha: 4 em 10 não sabem citar medida positiva do governo Bolsonaro

O Datafolha informou que entrevistou 2.086 pessoas, de 16 anos ou mais, em 130 cidades do Brasil.

22/07/2019 12h53
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: Correio Braziliense
322
© Evaristo Sa/AFP A pesquisa revelou que as mulheres continuam mais críticas ao governo Bolsonaro
© Evaristo Sa/AFP A pesquisa revelou que as mulheres continuam mais críticas ao governo Bolsonaro

Quatro em cada dez brasileiros não consegue citar uma medida do governo Jair Bolsonaro nos primeiros seis meses de gestão. O levantamento foi realizado pelo Datafolha, nos dias 4 e 5 de julho, e divulgado nesta segunda-feira (22). Quando questionados sobre o que de melhor o presidente havia feiA pesquisa revelou que as mulheres continuam mais críticas ao governo Bolsonaro. A resposta "nada" sobe para 45% entre elas; e 52% para fiéis de religiões afrobrasileiras. O número chega a 76% na faixa dos que avaliam a gestão de Bolsonaro como "ruim ou péssima".

Dos entrevistados que afirmaram ter votado em Bolsonaro para presidente, 17% responderam não ver ações positivas do governo. Do outro lado, 8% das pessoas ouvidas na pesquisa avaliaram ter percebido avanços na segurança. Os homens são os que mais fizeram elogios ao governo, assim como cidadãos do Norte e do Centro-Oeste (11%) e simpatizantes do PSDB (20%).

Reforma da Previdência e combate à corrupção

As ações mais elogiadas pelos entrevistados, segundo a pesquisa, foram a reforma da Previdência (7%), e o combate à corrupção (4%). Para outros 4%, merece destaque a flexibilização do porte de armas no país. 2% citou a política externa e a escolha do time do governo; e, para 1%, foi positivo acabar com o horário de verão e nomear Sérgio Moro como Ministro da Justiça. 

Medidas desaprovadas

O levantamento também demonstrou que boa parte dos entrevistados também não sabe citar medidas negativas do governo no primeiro semestre. 18% responderam "nada" à pergunta sobre o que de pior havia feito a atual gestão. Entre os evangélicos, o número vai a 22% e entre os maiores de 60 anos, a 25%. Outros 36% consideram o governo "bom ou ótimo". 

A medida mais lembrada como negativa foi o decreto das armas, com 21%. 19% não souberam responder a pergunta. A reforma da Previdência foi desaprovada por 12% dos entrevistados e a imagem pública foi criticada por 9%. Este último quesito inclui declarações consideradas desnecessárias e/ou ofensivas, relação com os filhos e articulação política, explicou o instituto. Cortes na Educação foram citados por apenas 3% dos entrevistados. 

O Datafolha informou que entrevistou 2.086 pessoas, de 16 anos ou mais, em 130 cidades do Brasil. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o índice de confiança é de 95%. o no período, 39% dos entrevistados responderam "nada". Outros 19% não souberam responder à pergunta.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Promoção Guia Ta Na Web
Pré-Moldados Santa Fé
Municípios
GM Arquitetura
Últimas notícias
Cursos Online 300x250
Mais lidas
Anúncio
Anúncio