LD Churrasqueira
Cursos Online 970 x 90
Pressão

Moro vai se afastar do cargo por uma semana para tratar de 'assuntos particulares'

Assessoria informa que o ministro da Justiça estará de licença não remunerada durante o período de 15 a 19 de julho

08/07/2019 13h18
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: O Globo
286
O ministro da Justiça, Sergio Moro, ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro, durante cerimônia do 154º aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, em Brasília, no dia 11 de junho. Primeiro encontro público entre Bolsonaro e Moro
O ministro da Justiça, Sergio Moro, ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro, durante cerimônia do 154º aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, em Brasília, no dia 11 de junho. Primeiro encontro público entre Bolsonaro e Moro

O ministro Sergio Moro (Justiça) vai se afastar do cargo entre 15 a 19 de julho . Segundo despacho do presidente Jair Bolsonaro , publicado nesta segunda-feira no "Diário Oficial da União", o ministro vai tratar de "assuntos particulares". O retorno está previsto para o próximo dia 22.

A assessoria de Moro esclareceu que o ministro não pode tirar férias, e que estará de licença não remunerada na próxima semana para viajar com a família. O secretário executivo Luiz Pontel responderá interinamente pelo ministério no período.

Vazamento de conversas

O ministro integrou ontem a comitiva do presidente Jair Bolsonaro para assistir a final da Copa América, no Maracanã, em um teste de popularidade. Reportagens do Intercept, do jornal “Folha de S.Paulo” e da revista “Veja” afirmam que as supostas conversas no aplicativo Telegram mostram que Moro orientava ações da Operação Lava-Jato.

Moro e procuradores da Lava-Jato não têm reconhecido as mensagens divulgadas. Em entrevistas e depoimentos no Senado e na Câmara, o ministro afirmou não ter nada a esconder sobre as conversas atribuídas a ele e aos procuradores da Lava-Jato.

Pesquisa Datafolha divulgada no último sábado  apontou que 63% dos entrevistados tomaram conhecimento dos diálogos atribuídos pelo site "The Intercept Brasil". Desses, 58%  disseram que a conduta do ex-juiz foi inadequada . Já 31% dos entrevistados aprovam a postura de Moro e 11% não souberam opinar sobre o assunto.

De acordo com a "Veja" e o The Intercept, em conversa de 28 de abril de 2016, Moro teria orientado os procuradores sobre prova em um processo. Diálogos divulgados na última sexta-feira revelam que Dallagnol teria avisado à procuradora Laura Tessler que o então juiz o avisou sobre a ausência de uma informação — um depósito a um funcionário da Petrobras — na denúncia do réu Zwi Skornicki, representante do estaleiro Keppel Fels, operador de propina do esquema e, posteriomente, delator na Lava-Jato.

"Laura no caso do Zwi, Moro disse que tem um depósito em favor do [Eduardo] Musa e se for por lapso que não foi incluído ele disse que vai receber amanhã e da tempo. Só é bom avisar ele", teria escrito Dallagnol.

"Ih, vou ver", teria respondido Laura.

De acordo com a revista e o site, o comprovante do depósito de US$ 80 mil, feito por Skornicki a Musa, foi incluído no dia seguinte à peça pelo MPF. Moro aceitou a denúncia e, para isso, citou o documento.Em nota, Moro afirmou que não tem como "confirmar ou responder pelo conteúdo de suposta mensagem entre terceiros" 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
São Raimundo Nonato - PI
Atualizado às 16h38
34°
Poucas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 22°
34°

Sensação

21.4 km/h

Vento

34.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
Pré-Moldados Santa Fé
Municípios
GM Arquitetura
Últimas notícias
Cursos Online 300x250
Mais lidas
Anúncio
Anúncio