LD Churrasqueira
Cursos Online 970 x 90
Vitória Brasil 1x0

Brasil bate Itália com gol histórico de Marta e avança às oitavas de final

A Itália assegurou a liderança do grupo com saldo de gols de +5.

18/06/2019 18h09
Por: Alírio Ribeiro
Fonte: UOL
267

O Brasil garantiu hoje sua vaga para as oitavas de final da Copa do Mundo feminina 2019. Em jogo no Stade du Hainaut, em Valenciennes (França), pela terceira rodada do Grupo C, a equipe do técnico Oswaldo Alvarez venceu a Itália por 1 a 0 graças a um gol de pênalti de Marta no segundo tempo. Assim, chegou a seis pontos em três jogos. Em partida simultânea na cidade de Grenoble, a Austrália venceu a Jamaica por 4 a 1, com quatro gols de Sam Kerr. Assim, italianas, australianas e brasileiras fecharam a primeira fase com seis pontos cada.

A Itália assegurou a liderança do grupo com saldo de gols de +5.

Austrália e Brasil empataram também no critério (+3), mas as australianas levaram vantagem nos gols marcados (8 a 6). Assim, as brasileiras avançaram à próxima fase com o terceiro lugar. Entre as terceiras, o Brasil já garantiu a melhor campanha.

Melhor, Debinha deu nova dinâmica ao ataque

A camisa 9 não marcou, mas foi responsável por bons momentos do ataque do Brasil. No primeiro tempo, quase marcou um belo gol de letra. Após o intervalo, sofreu o pênalti que deu origem ao gol de pênalti marcado por Marta. 

Andressinha substitui Formiga sem complicar

Escalada na vaga da suspensa Formiga, a camisa 17 teve grande chance no começo do segundo tempo, quando acertou uma cobrança de falta no travessão. Bem no apoio, ela também não complicou nas funções defensivas.

Itália não perdia jogo de Copa desde 1999

A Itália não perdia um jogo de Copa feminina desde 1999, na edição dos Estados Unidos. Curiosamente, o algoz daquele jogo de fase de grupos foi o próprio Brasil, que tinha em campo jogadoras como Sissi e Formiga. A primeira está aposentada, e a segunda não pôde jogar hoje por suspensão. Porém, vale dizer que as italianas passaram 20 anos sem disputar o Mundial: depois de 1999, só voltaram em 2019.

Categoria: Debinha quase faz de letra

Embora o Brasil tenha começado propondo jogo no ataque, a primeira boa chance veio com a Itália: aos 4 minutos, Bonansea recebeu na esquerda em contra-ataque, limpou a marcação na entrada da área e bateu rasteiro - a goleira Bárbara caiu para a direita e espalmou. No entanto, o Brasil quase chegou ao gol com categoria aos 17: após escanteio cobrado pela direita por Marta, Debinha tentou de letra e só não fez porque a goleira Giuliani tirou em cima da linha.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.