Terça, 07 de Dezembro de 2021
Dólar
R$ 5,69
Euro
R$ 6,42
Peso Arg.
R$ 0,06
Brasil 10 filhos em 10 anos

Mãe de oito filhos à espera de gêmeos, paulistana faz sucesso nas redes

Mariana Arasaki sempre sonhou em ter família grande e será que pretende ter mais herdeiros? ‘Se Deus mandar, lógico que sim!’

19/10/2021 às 12h23 Atualizada em 19/10/2021 às 13h51
Por: Alírio Ribeiro Fonte: Gshow
Compartilhe:
Mariana e Carlos Arasaki com os oito filhos, que, em breve, ganharão os gêmeos João Pio e Josemaria — Foto: Reprodução Instagram
Mariana e Carlos Arasaki com os oito filhos, que, em breve, ganharão os gêmeos João Pio e Josemaria — Foto: Reprodução Instagram

Uma mãe de oito filhos - sim, caro internauta, você leu certo, OITO FILHOS! - que em breve terá gêmeos vem fazendo sucesso nas redes.

Mariana Arasaki é paulistana, tem 36 anos e é casada há 10 com Carlos Arasaki, 36. O maior sonho de Mari sempre foi ser mãe.

A chegada da primogênita Maria Philomena, 9, aconteceu quando ela cursava Direito e, para dar conta da educação da menina em tempo integral, abandou a faculdade.

“Ter filhos sempre foi um sonho meu e do meu marido, Carlos. Não sabíamos quantos filhos teríamos, mas sempre brinquei com ele que, no mínimo, seriam quatro para começar!”, lembra Mariana.

Desde então, a fábrica não para! Seus filhos formam uma 'escadinha' e nasceram, todos, de parto normal. Além de Philomena, ela é mãe de Martin, 8, Maria Clara, 7, Maria Sophia, 6, Bernardo, 4, Margarida Maria, 3, Maria Madalena, 2, e Stella Maria, de 10 meses.

Quando os oito já ocupavam toda a rotina da família, um forte sangramento a levou ao médico. Na verdade, era o corpo anunciando a chegada dos gêmeos, João Pio e Josemaria, previstos para nascerem em março.

“O sangramento me deixou muito apreensiva. No mesmo dia - já esperando pelo pior - fui ao consultório da minha médica, e ela anunciou que estava tudo bem e não havia só um bebê, mas, sim, dois! Meu coração pulou de alegria, foi realmente emocionante demais ver os dois bebês na ultrassonografia.

Cuidar dessa turminha exige uma pequena força-tarefa. Mariana conta com a ajuda do maridão e também do apoio de duas funcionárias- “maravilhosas”, enfatiza.

Para agradar aos oito paladares diferentes e exigentes, é preciso ter jogo de cintura: “Normalmente eles gostam das mesmas comidas. Há poucas e pontuais preferências. Por exemplo, strognoff não é uma unanimidade. Em situações assim, eu faço um pouco de carne grelhada para quem não come. No fim de semana, cada um tem o direito de escolher alguma guloseima diferente na padaria. Procuramos incentivá-los a experimentar tudo, e a comida que eles mais gostam é a japonesa. ”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.