Sábado, 25 de Setembro de 2021
Dólar
R$ 5,33
Euro
R$ 6,25
Peso Arg.
R$ 0,05
Política Pesquisa XP-Ipespe

Pesquisa XP/Ipespe: Lula lidera, pela primeira vez, corrida presidencial de 2022

Segundo levantamento realizado no fim de março, petista aparece um ponto percentual à frente do presidente Bolsonaro

06/04/2021 às 06h58 Atualizada em 06/04/2021 às 07h03
Por: Alírio Ribeiro Fonte: O Globo
Compartilhe:
Jair Bolsonaro e Lula durante lives na internet Foto: Reprodução
Jair Bolsonaro e Lula durante lives na internet Foto: Reprodução

Pela primeira vez, pesquisa XP-Ipespe aponta que o ex-presidente Lula lidera a corrida presidencial de 2022, à frente de Jair Bolsonaro por apenas um ponto percentual. De acordo com o levantamento, realizado nos dias 29, 30 e 31 de março, o petista recebeu 29% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro, 28%. Na pesquisa anterior, Bolsonaro aparecia à frente com 27%, e Lula com 25%.

Bem distantes dos líderes aparecem o ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro e Ciro Gomes, cada um com 9%, segundo publicou a Veja, em seu site. Numa eventual disputa de segundo turno, Lula aparece com vantagem um pouco mais folgada: 42% contra 38% de Bolsonaro – no início de março, a pesquisa anterior deu Bolsonaro com 41% e Lula com 40%.

Já numa disputa de segundo turno de Bolsonaro com Moro ou Ciro, haveria empate em ambos os casos: 30% e 38%, respectivamente. Para a realização da pesquisa atual, a XP/Ipespe aplicou mil entrevistas em todo o território nacional. A margem de erro máxima é de 3,2 pontos percentuais para o total da amostra.

Rejeição

A nova rodada da pesquisa também aponta que a rejeição a Bolsonaro continua crescendo: em outubro eram 31% os que consideravam o governo atual ruim ou péssimo; agora esse número saltou para 48%. No mesmo período, o número dos que avaliam o governo Bolsonaro como ótimo ou bom caiu de 39% para 27%.

Já no que se refere ao desempenho no combate à pandemia, no entanto, a avaliação dos entrevistados melhorou: os que consideram bom ou ótimo saiu de 18% para 21%, enquanto ruim ou péssimo diminuiu de 61% para 58%.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.